14 Leis de proteção aos animais que deveriam ser aprovadas no mundo todo

14 Leis de proteção aos animais que deveriam ser aprovadas no mundo todo

Ano após ano, muitas marcas estão deixando de usar matérias-primas de origem animal e pessoas ao redor do mundo lutam para salvar a fauna terrestre, não apenas militando, como também batalhando para que os direitos dos animais sejam transformados em lei. Embora, tenhamos conquistado alguns avanços na preservação da fauna, ainda existem muitos problemas que precisam ser abordados antes que a extinção de algumas espécies ocorra.

Incrível.club preparou uma lista de cidades e países onde a preocupação com a vida selvagem é garantida por lei.

1. Na Tailândia há santuários para a proteção de elefantes

Em 2016, foi inaugurado o primeiro santuário de elefantes, o Phuket Elephant Sanctuary, chamado também de casa de repouso para elefantes. Os animais chegam ao templo quando atingem a velhice ou estão feridos. No santuário, são alimentados com frutas, recebem cuidados e ficam livres para caminhar calmamente na natureza e nadar nos lagos.

2. Na Índia, matar uma vaca é considerado crime e a pena pode chegar a 14 anos de prisão

Os hindus consideram a vaca um animal sagrado e qualquer tipo de abuso contra elas é considerado crime. No Estado indiano de Gurajat, a punição por matar o gado pode ser chegar à prisão perpétua.

3. A Holanda proibiu a criação de cachorros da raça pug

Uma lei foi adotada devido ao fato de os cães dessa raça terem problemas respiratórios por causa do tamanho do focinho e do formato do crânio.

Além dos pugs, outras raças braquicefálicas também foram proibidas, como o bulldog inglês, o bulldog francês, o cavalier king charles spaniel, o boston terrier, o shih tzu e o pequinês.

4. A Suíça controla o tamanho e a reprodução de coelhos

lei suíça de bem-estar animal prescreve estritamente as regras para criação de coelhos. Por exemplo, o documento afirma que o feno e a palha devem fazer parte da dieta dos animais diariamente. Existem também regras rigorosas quanto ao tamanho da gaiola: o coelho deve poder sentar-se direito e esticar-se ao longo de todo o comprimento da gaiola; é obrigatória uma área escurecida onde seja possível esconder-se; e os criadores com coelhinhas gestantes devem estar equipados com compartimentos nos quais os animais possam construir um ninho.

5. Na Nova Zelândia, o gato é proibido de sair de casa se não tiver uma coleira com 3 sinos

No pequeno assentamento de Longburn, na Nova Zelândia, existe uma lei segundo a qual os gatos só podem sair de casa se tiverem usando uma coleira com três sinos no pescoço. Presumivelmente, a regra existe para evitar acidentes nas estradas e alertar os pássaros sobre a aproximação de um possível predador.

6. Em Roma, uma lei proíbe a criação de peixes dourados em aquários

Na capital italiana, uma lei foi aprovada proibindo a criação de peixes dourados em aquários redondos. Segundo os protetores dos animais, os peixes não recebem a quantidade necessária de oxigênio nesses recipientes, o que pode levá-los a desenvolver cegueira.

7. Na Áustria, é proibido manter galinhas em gaiolas apertadas

Em 2004, a Áustria adotou uma das leis mais rigorosas de proteção animal. A regra proíbe manter galinhas em gaiolas apertadas e amarrar o gado com cordas. A lei também proíbe a retenção de cães e gatos nas vitrines de lojas de animais, além do uso de correntes e cercas elétricas. A violação das regras é punível com uma multa de US$ 2 mil a 15 mil (aproximadamente entre 8 mil e 60 mil reais).

8. Na França, é proibido deixar cachorros dentro de carros em dias de sol

No calor, o carro esquenta muito e o animal deixado dentro da cabine pode até morrer. Portanto, na França, esse ato é considerado crueldade com o bichinho. O proprietário que deixar o animal trancado no carro será multado em 750 euros (aproximadamente 3325 reais).

Além disso, se alguém decide quebrar a janela do veículo para salvar o cachorrinho, não corre o risco de ser responsabilizado pelos danos causados.

9. Na Noruega é proibido esterilizar gatos

A esterilização de gatos é considerada crueldade animal. No entanto, a castração de gatos na Noruega não é proibida. Embora pareçam ser o mesmo procedimento, existem diferenças entre esterilização e castração. Além disso, as autoridades locais responsáveis por monitorar o bem-estar dos animais, proíbem pegar os gatos pela nuca e controlam os cuidados com a condição dos pelos dos bichinhos de quatro patas.

10. Na Bolívia, até os pombos são proibidos em circos

A Bolívia proibiu circos que usam animais selvagens e domésticos em suas produções. Mesmo os pombos treinados não podem participar das apresentações. Pela violação da lei, o infrator é multado e o animal é confiscado.

11. Na República Tcheca, a polícia local publica informações sobre animais perdidos nas redes sociais

Se algum animal for encontrado pela polícia tcheca perdido na rua, os policiais anunciam através das suas páginas oficiais nas redes sociais. O post também indica o abrigo ao qual o cão ou gato foi levado, para que os cidadãos saibam onde reencontrar seu bichinho.

12. Na Suécia, todos os animais são obrigados a receber cuidados médicos adequados

De acordo com uma lei em vigor desde 1988, todos os animais devem ser submetidos a exames médicos e receber as vacinas necessárias para evitar doenças e traumas. Além disso, é garantido por lei que animais tenham o direito a um espaço livre, o que, por sua vez, depende do tamanho, do fato de ter ou não relações com outros bichos e pessoas e de uma nutrição adequada.

13. No Reino Unido, as autoridades querem proibir a criação de gatos com orelhas caídas

A Associação de Médicos Veterinários Britânica pede a proibição da criação de gatos escoceses. O fato é que o formato incomum das orelhas nessa raça é consequência de uma mutação genética que leva a muitas doenças nos bichinhos, como artrite, problemas na coluna, articulações e ouvidos.

14. Na Polônia, existe uma lei que proíbe manter um cachorro na coleira por mais de 12 horas seguidas

O país do Leste Europeu possui uma lei segundo a qual os animais não podem ser amarrados por mais de 12 horas, pois isso pode causar danos diretos à saúde. Mantê-los na coleira também viola a necessidade natural de atividade do animal.

Bônus: as leis russas de proteção aos animais

Circos itinerantes desaparecerão em breve no país

O perigo dos circos ao ar livre são vários: em tese, qualquer um pode abrir as gaiolas e jaulas dos animais; bastaria achar as ferramentas adequadas. No entanto, até algum tempo atrás ninguém pensava na segurança dos espectadores e no estresse causado nos animais de circos itinerantes.

A decisão de proibir esse tipo de circo na Rússia foi tomada após um terrível incidente, quando uma leoa atacou uma menina em um circo na região de Kuban, perto do mar negro.

O governo planeja proibir a venda de cães e gatos em lojas de animais

O Ministério do Meio Ambiente da Rússia acredita que as lojas de animais não cumpram os padrões estabelecidos e violem os direitos dos animais, já que as gaiolas plásticas são muito apertadas e desconfortáveis. Além disso, as pessoas que compram um filhote de cachorro ou gato em uma loja de animais costumam ceder ao desejo impulsivo e não tomam a decisão sabendo todas as informações sobre o bichinho. Por isso, em geral, simplesmente não sabem como cuidar do animal.

Moscou quer punir fotógrafos que usam animais para posar para fotos que depois são vendidas

Em junho de 2019, Moscou propôs proibir o uso de animais por fotógrafos nas ruas da cidade. Em outras palavras, seria proibido fotos com um macaco ou um falcão, por exemplo. A iniciativa surgiu devido ao fato de que muitos animais selvagens não suportam as mudanças de temperatura e as “condições de trabalho” e, como resultado, ficam doentes e não sobrevivem mais de uma estação. Além disso, os ativistas por direitos dos animais argumentam que na Europa já é proibido utilizar animais selvagens para tirar fotos há muito tempo.

Se você pudesse criar uma lei para proteger a vida animal, qual seria? Conte para a gente na seção de comentários.

Fonte: Incrível.club

You May Also Like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *