Mordida de gato – o que fazer?

0

Gatos costumam ser dóceis e apegados aos seus humanos, mas é comum que vez ou outra, o pet decida morder, seja por brincadeira, seja para se defender. Quando o gato tem uma vida 100% domiciliada – não tem acesso à rua -, faz visitas frequentes ao médico veterinário e está com as vacinas e vermifugação em dia, essa ocorrência pode não ser algo tão preocupante. Mordidas de animais, entretanto, merecem atenção, uma vez que eles podem ser portadores de algumas zoonoses (doenças transmitidas ao homem por animais de estimação ou não).

Mordida de gato – o que fazer?

A raiva, embora não muito comum na maioria das regiões brasileiras, é uma preocupação real e pode ser uma das causas de ataques e mordeduras. Sua ocorrência deve ser descartada caso haja algum tipo de suspeita da enfermidade, mas por via de regra, quando alguém é mordido por um animal desconhecido ou sem a vacina anti-rábica, a orientação é que ela faça um tratamento preventivo da doença. O protocolo para isso é estipulado por institutos especializados e alguns hospitais de referência em nosso país.

Mordida de gato – o que fazer?

A esporotricose, uma doença que vem se alastrando pelo Brasil, também é uma zoonose que pode ser transmitida por meio de arranhões e mordidas do gato infectado. Causada por um fungo, ela é de difícil tratamento. Quando é sabido que o gato possui o problema, o indicado é manuseá-lo com proteção como luvas e óculos.

Conhecida como a “doença da mordida do gato”, a enfermidade causada pela bactéria Pasteurella multocida pode causar fortes dores no local e requer a administração correta de antibióticos para não agravar o quadro. Se não tratada, essa infecção pode se alastrar pelo corpo, causando consequências graves.

Independentemente da situação, é indicado que assim que o indivíduo for mordido, ele lave o local com água corrente e sabão neutro. Como a boca é um local repleto de bactérias, é indispensável que essa limpeza seja realizada a fim de evitar infecções e inflamações. A maioria dos médicos indica procurar um pronto socorro sempre que ocorrer um episódio desta natureza, pois apenas em um hospital poderão fazer o procedimento adequado para cada caso. 

Para finalizar, não siga dicas caseiras e nem culpe o gato caso ele tenha alguma zoonose. Os animais são tão vítimas quanto nós!

Mordida de gato – o que fazer?

FONTE: PETLOVE

Leia também:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.